miércoles, mayo 09, 2007

Casa Alenquer. Manuel Aires Mateus


"A casa existente tinha como valor as suas paredes exteriores que postas a nu se recuperam. Os muros criaram espaços com forte carácter, dado pelo seu peso e pela ambiguidade dos seus limites. Estes interiores/exteriores foram mobilados. De um lado com a colocação de um tanque escavado na continuidade dos muros. Do outro com as áreas encerradas. Os espaços da pequena casa pretendem-se claros. O limite em vidro constitui uma fronteira precisada nas fenestrações das espessas paredes. A tensão é dada pelo confronto entre uma geometria refeita livremente a partir de um objecto existente e um objecto de regras claras que, pelas leituras dos muros, se fundou e deles se autonomizou".

Aires Mateus